Blog Home  »  Users  »  Despugada aka Sophie (Report Profile)

Despugada aka Sophie is a 26 year old (DOB: May 16, 1991) pure-blood witch living in Londres. She wields a 9" Pine, Phoenix Feather wand, and is a member of the unsorted masses of Hogwarts students just off the train eagerly crowding around the Sorting Hat. Her favorite Harry Potter book is Harry Potter and the Prisoner of Azkaban and her favorite Harry Potter character is Severus Snape.

About Me
I speak Portuguese, so my profile is in Portuguese, sorry if you do not know that language.

O COMECO

Nascida em um pequeno vilarejo próximo a Londres, Sophie Despugada foi abandonada pelos pais em um orfanato, pois eram muito pobres e não tinham condicao de cria-la. Ela viveu por lá até os três anos, quando foi adotada por uma rica trouxa chamada Clara Ysmanel. Se perguntassem a ela, Sophie diria que preferiria mil vezes passar toda sua vida trancafiada naquele orfanato do que ao lado da srta.Ysmanel, que a usava apenas como um troféu, para mostrar a suas amigas que podia criar uma filha melhor do que qualquer uma delas (coisa em que falhou muito).

Sophie sempre fez coisas estranhas acontecerem, e quando isso ocorria, era severamente castigada por srta.Ysmanel, o que a fez se retrair cada vês mais, sempre se escondendo pela manção onde morava, evitando ser encontrada, e procurando desesperadamente um jeito de fugir de sua prisão.

Quando descobriu que era bruxa, houve uma grande confusão, pois sua mãe adotiva não queria deixa-la ir, mas depois de muita negociação, ela concordou. Sophie nunca teve muitos amigos no mundo dos trouxas, portanto achou muito estranho a recepção calorosa dos novos colegas, quando foi selecionada, mas isso não mudou seu jeito "retraido".

Sophie sempre recorreu des de pequena a a musica para livrar-se de sentimentos ruins. Sendo assim, no 6º ano se tornou maestrina

NIHALA

"Eu estava em meu primeiro ano, andando pela orla da floresta, quando ele apareceu. Uma pequena ave que cabia na palma de minha mão aconchegada em seu ninho de cinzas, parada bem ali, na minha frente. Sua penagem era vermelho vivo, seus olhos negros e penetrantes, parecia irradiar uma aura magica. O estranho passaro olhou para mim e deu um pio triste fraquinho, pelo jeito fora abandonado, logo, tirei meu lenço de seda do bolso e enrolei o pequenino nela. Chamei-o de Nihala, um belo nome para uma bela ave."

SEE MORE

---